Google+

terça-feira, 18 de outubro de 2016

GILMAR AUTORIZA PGR A SEGUIR COM INVESTIGAÇÕES SOBRE AÉCIO NEVES

Comentar a postagem
GILMAR AUTORIZA PGR A SEGUIR COM INVESTIGAÇÕES SOBRE AÉCIO NEVES
Autorização do STF permite analisar a vídeos referentes à retirada de documentos da CPI dos Correios que foram transportados para o arquivo do Senado em maio; o objetivo é dar continuidade às investigações sobre o envolvimento do senador Golpista Aécio Neves (PSDB-MG) sobre suspeitas de maquiagem de dados do Banco Rural para esconder a existência de um "mensalão tucano" investigado pela CPI dos Correios em 2015.

247O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mandes, autorizou a Polícia Federal a analisar os vídeos referentes à retirada de documentos da CPI dos Correios que foram transportados para o arquivo do Senado em maio.
O objetivo é dar continuidade às investigações sobre o envolvimento do senador Aécio Neves (Golpista) (PSDB-MG) sobre suspeitas de maquiagem de dados do Banco Rural para esconder a existência de um "mensalão tucano" investigado pela CPI dos Correios em 2015. O ministro também autorizou a quebra de sigilo do Banco Rural para aprofundar as investigações.
A investigação contra Aécio foi aberta a partir das informações fornecidas pelo ex-senador Delcídio do Amaral por meio de sua delação premiada. Segundo Delcidio, a maquiagem dos dados visava blindar o PSDB em meio as investigações do mensalão do PT.
Na época, Delcídio era o presidente da CPI. Ele disse ainda que o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, que era deputado federal pelo PSDB, também participou do esquema.
Segundo a decisão de Gilmar, a análise dos vídeos servirá para identificar os funcionários que teriam transportado os documentos da sala da CPI para a Coordenação de Arquivo do Senado no dia 3 de maio, mesma data em que o inquérito que apura o envolvimento de Aécio foi aberto.
Segundo nota expedida pelo Senado uma semana após o caso, o transporte dos documentos teria sido realizado após um pedido feito pelo gabinete de Aécio alegando ser necessário acesso ao material para poder preparar a defesa que seria apresentada junto ao STF.

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Andrade confirma doação ao tesoureiro de Aécio Neves

Comentar a postagem
Andrade confirma doação ao tesoureiro do Golpista Aécio Neves PSDB MG
O executivo Otávio Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez, confirmou, em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral, ter feito doações ao senador Aécio Neves (PSDB-MG), por meio de Oswaldo Borges da Costa, que era presidente da Codemig, uma estatal de Minas Gerais e tesoureiro informal do tucano; antes desse depoimento, Léo Pinheiro, da OAS, já havia dito que Oswaldo arrecadou propinas de 3% nas obras da Cidade Administrativa de Minas Gerais para Aécio; Oswaldo não era o tesoureiro oficial da campanha tucana em 2014, mas sim um arrecadador informal para Aécio; em nota, PSDB diz não ver irregularidade

Minas 247 O executivo Otávio Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez, confirmou, em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral, ter feito doações ao senador Golpista Aécio Neves (PSDB-MG), por meio de Oswaldo Borges da Costa, que era presidente da Codemig, uma estatal de Minas Gerais e tesoureiro informal do tucano.
"O executivo depôs no dia 19 de setembro perante o ministro do Tribunal Superior Eleitoral Herman Benjamin, relator do processo na Corte. Ao explicar sobre como eram feitas as doações eleitorais da empreiteira, Otávio também foi indagado sobre repasses a outros partidos e políticos. Ele admitiu que todas as doações eleitorais saíam do mesmo caixa da empresa e, em relação ao PSDB, disse que se encontrou com Oswaldo", informa reportagem de Mateus Coutinho e Julia Afonso.
“Fui procurado pelo senhor Oswaldo Borges da Costa, também, que era…trabalhava não sei em que função lá, com o candidato (Aécio Neves). E, basicamente, essas demandas (de doação) vinham através deles”, afirmou Azevedo.
Antes desse depoimento, Léo Pinheiro, da OAS, já havia dito que Oswaldo arrecadou propinas de 3% nas obras da Cidade Administrativa de Minas Gerais para Aécio (saiba mais aqui).
Oswaldo não era o tesoureiro oficial da campanha tucana em 2014, mas sim um arrecadador informal para Aécio. Oficialmente, o coordenador financeiro da campanha de Aécio foi o ex-ministro José Gregori. Em nota, o PSDB informou que Oswaldo atuou na campanha de 2014 “apoiando o comitê financeiro” ao lado do também empresário Sérgio Freitas.
Em nota, PSDB diz não ver irregularidade:
“O sr Oswaldo Borges atuou na campanha eleitoral do PSDB em 2014 – ao lado do sr Sérgio Freitas e tendo sido o ex-ministro José Gregori coordenador financeiro – , apoiando o comitê financeiro, sendo esse um fato de amplo conhecimento público, não havendo nele nenhum tipo de incorreção.
Não foi apontada qualquer irregularidade em todo o processo. Quanto ao posto de “tesoureiro informal” ele simplesmente não existe já que todos os contatos realizados foram formais.
O próprio empresário no depoimento confirma a regularidade dos contatos mantidos com a campanha, assim como das doações realizadas, todas elas declaradas à Justiça Eleitoral.

sábado, 1 de outubro de 2016

PMDB e PSDB lideram os barrados na Ficha Limpa

Comentar a postagem
PMDB e PSDB lideram os barrados na Ficha Limpa
O PMDB e o PSDB são, respectivamente, os dois partidos com mais candidatos barrados com base na Lei da Ficha Limpa nas eleições de 2016 em todo o país – em números absolutos e proporcionalmente ao total de nomes lançados. Os dados são de levantamento do Congresso em Foco, a partir de registros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ao todo, 306 peemedebistas foram considerados inelegíveis pela Justiça eleitoral. O número representa 11,1% do total de barrados. Até segunda-feira (26), 93 candidatos do PMDB haviam sido excluídos em definitivo da campanha. Outros 213 ainda tentam reverter a decisão e correm o risco de não se eleger mesmo obtendo a votação necessária. O partido é responsável por quase 9% de todas as candidaturas deste ano.
Em segundo lugar, aparece o PSDB – que também é o vice-campeão em filiados, com 7,2% de todos os candidatos. Ao todo, 209 tucanos foram considerados inelegíveis. Desses, 63 foram retirados da disputa. Os demais 146 seguem na disputa pendurados em recursos na Justiça.
Depois do PMDB e do PSDB, aparece o PSD, com 184 candidatos incluídos na lista dos inelegíveis. Desses, 134 ainda tentam reverter a decisão. Apenas três partidos não tiveram candidatos barrados pela Lei da Ficha Limpa: PSTU, PCO e Novo. Essas são, também, as legendas que têm menos concorrentes.
 o PT aparece apenas na 12ª colocação entre os partidos com mais candidatos barrados na Ficha Limpa. Ao todo, 108 petistas tiveram registro negado. Desses, 66 seguem na corrida eleitoral. Proporcionalmente ao número de candidatos lançados, porém, é o sétimo.
Recurso
O Congresso em Foco publica com exclusividade, por estado e município, a relação dos candidatos que concorrem sub judice, com suas respectivas cidades e partidos. Nos registros do TSE, eles aparecem com a candidatura indeferida, mas com recurso. Por isso, estão aptos à disputa. O eleitor poderá votar neles. Mas caberá à Justiça decidir se os votos serão validados ou não. Em outras palavras, se eles serão eleitos mesmo que alcancem a votação necessária.
Os dados são de levantamento concluído na última segunda-feira (26), sempre com base nos registros oficiais do TSE. Além dos candidatos barrados que recorrem, outros 832 foram eliminados da disputa também com base na Ficha Limpa. Ou desistiram de apelar ou tiveram recursos negados. Ou seja, ao todo, 2.490 candidatos a prefeito, vice e vereador foram considerados inelegíveis em algum momento. O número representa 0,5% das 496 mil candidaturas registradas no TSE. A matéria é do Congresso em Foco



 Veja os candidatos que tiveram a candidatura indeferida:
PARTIDOQUANTIDADE
PMDB93
PSDB63
PSD50
PR46
PSB45
PP44
PDT43
PT42
DEM35
PTB33
PRB30
PV29
PPS23
PC do B22
PTN21
SDD21
PROS20
PEN19
PHS18
PMN18
PSDC18
PSL18
PSC16
PRTB11
PPL10
PRP9
PTC9
PMB8
PSOL8
PT do B8
REDE2
Veja os candidatos que foram barrados, mas seguem na disputa com recurso:
PARTIDOQUANTIDADE
PMDB213
PSDB146
PSD134
PP111
PDT105
PTB97
PR95
PSB93
DEM69
PT66
PPS62
PSC53
PMN37
PROS37
PCdoB35
PRB35
SD35
PV30
PEN29
PRP23
PTC23
PHS19
PTdoB19
PTN18
PMB17
PRTB13
PSL12
PSDC10
PPL8
PSOL7
REDE7
 conheça os candidatos que caíram na Lei da Ficha Limpa
Vejam a lista de partidos Golpistas
Dos Amigos do Lula