Google+ Será que o governador Fernando Pimentel irá encontrar alguma irregularidade dos governos do PSDB em Minas Gerais?

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Será que o governador Fernando Pimentel irá encontrar alguma irregularidade dos governos do PSDB em Minas Gerais?

Comentar a postagem
Francisco Castro Será que o governador Fernando Pimentel irá encontrar alguma irregularidade dos governos do PSDB em Minas Gerais?
Ao tomar posse como novo governador Minas Gerais, Fernando Pimentel, do PT, sinalizou que irá colocar em novos termos a história do famoso 'choque de gestão' vendido pelos tucanos, que governaram o estado nos últimos doze anos, com os senadores Aécio Neves (PSDB-MG) e Antonio Anastasia (PSDB-MG).
Pimentel prometeu uma 'auditoria completa' nas contas do Estado. "Não se trata de uma mera auditoria de contas públicas. É algo maior e muito mais importante até. É uma explicitação do ponto de onde estamos partindo, como sociedade, em termos econômicos, sociais, de desenvolvimento e também, claro, das finanças", disse ele.
O novo governador também prometeu tomar, como primeira medida, a criação dos conselhos regionais de governo – uma de suas principais promessas, na campanha, foi a descentralização da gestão.
"A primeira medida será criar os conselhos regionais de governo. Serão conselhos populares em todas as regiões do Estado. Vamos mudar o conceito de governar. Não vamos governar trancados em gabinete, vamos governar ouvindo os mineiros", disse ele. "A interação, a conexão, a convergência e a colaboração não podem ser conceitos que existem em todos os lugares, na prática de todos, menos na prática dos governos. O nosso grande desafio é tirar o governo do isolamento, de uma política antiquada. Temos que abrir a administração, ouvir os mineiros, modernizar a plataforma social chamada governo."
Ele também falou sobre sua equipe, que buscou quadros em vários partidos. "A formação do secretariado obedeceu a um critério que buscou equilibrar representação política e competência técnica e profissional dos companheiros que foram indicados e escolhidos para ser secretários. Eu acho que ficou um secretariado muito equilibrado."
Depois da posse, Pimentel embarcou para Brasília, para acompanhar a posse da presidente Dilma Rousseff.
Do 247

Nenhum comentário:

Postar um comentário