Google+ Pagamento de sócia da Cemig a doleiro reforça defesa de CPI ampliada

sábado, 12 de abril de 2014

Pagamento de sócia da Cemig a doleiro reforça defesa de CPI ampliada



Em sintonia com a agenda política oposicionista liderada por Aécio Neves (PSDB-MG) visando fazer uma CPI exclusivamente sobre a Petrobras, a revista Época desta semana publicou uma reportagem levantando suspeita de que pagamentos à consultoria "de fachada do doleiro Alberto Youssef", seriam para pagar propina a políticos e funcionários públicos.
Pagamento de sócia da Cemig a doleiro reforça defesa de CPI ampliada

Em um trecho, diz o texto: "Seguindo o caminho do dinheiro de Youssef, a PF e uma possível CPI chegarão não apenas ao passado da Petrobras, mas também ao presente. Em 19 de setembro de 2012, a Investminas, do empresário Pedro Paulo Leoni Ramos, conhecido como PP, depositou R$ 4,3 milhões na conta da MO Consultoria – empresa de fachada usada pelo doleiro Youssef".A Investminas Participações não tem nada a ver com a Petrobras, mas tem tudo a ver com a Cemig (estatal mineira de eletricidade)...Leia a matéria completa e veja os documentos aqui

2 comentários:

José Petri disse...

Uma dica, é interessante ter um blog para mostrar quem ele realmente é, mas você não pode defender que apenas ele não seja eleito por roubo e censura, afinal a Dilma ta no mesmo barco e é bem provável que todos os outros também. Ele com certeza não é o melhor candidato que poderíamos ter, mas já é melhor que a Dilma, pois o Brasil do jeito que esta não pode continuar. Na minha opinião o melhor seria a Marina, mas "misteriosamente" o STF não permitiu a abertura de seu partido.

Anônimo disse...

Então não queremos mudanças, parece estar tudo bem ( VOTAREMOS MAIS UMA VEZ NO MENOS PIOR COMO SEMPRE), a República das Bananas ou Pizzas, continuara em berço esplendido!!!!!!

Postar um comentário