Google+ Aeroporto 'do Aécio' teve dinheiro público também em 1983 quando o avô era governador

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Aeroporto 'do Aécio' teve dinheiro público também em 1983 quando o avô era governador

Comentar a postagem
Aeroporto
http://politica.estadao.com.br/noticias/eleicoes,pista-de-terra-de-aeroporto-tambem-teve-verba-publica,1533108
Em 1983, o avô de Aécio, Tancredo Neves era governador de Minas e seu cunhado Múcio Tolontino era o prefeito de Cláudio. Nesta época já misturaram o público com o privado.

Tancredo liberou verba do Estado de Minas para seu cunhado prefeito construir a pista de pouso de terra batida na cidade.

O valor era de Cr$ 30.000.000,00 (cruzeiros, o dinheiro da época) equivalente a cerca de R$ 745 mil no dinheiro de hoje corrigido pelo IGP-DI. Nada mal para uma pista de terra.

O prefeito Múcio pegou o dinheiro público e construiu a pista em sua própria fazenda particular, sem desapropriar.

Em 2001 o Ministério Público Estadual abriu processo por improbidade administrativa, para reaver o dinheiro. O processo corre até hoje.

Em 2008, o governador era Aécio Neves e desapropriou justamente estas terras de seu tio-avô Múcio onde estava esta pista para construir o aeroporto a 6km da fazenda do senador tucano, gastando R$ 14 milhões.

Como se vê, a confusão do público com o privado na oligarquia dos Neves da Cunha vem de longe.

A notícia veio do Estadão (que teve a gentileza de poupar o nome de Aécio no título e no subtítulo).
Do Blog os Amigos do Lula

Nenhum comentário:

Postar um comentário