Google+ Blindado pela mídia,oportunista Alckmin manda Aécio Neves de volta para Minas Gerais

sábado, 18 de junho de 2016

Blindado pela mídia,oportunista Alckmin manda Aécio Neves de volta para Minas Gerais

Comentar a postagem
O governador de São Paulo, Geraldo Alckimim, e o senador Aécio Neves, durante Seminário Nacional sobre Aplicação de Medidas Socioeducativas a Adolescentes Infratores, na Câmara dos Deputados</p>
Governador Geraldo Alckmin Merendão, de São Paulo, avalia que o senador  golpista Aécio Neves (PSDB-MG) não reúne mais condições para voltar a disputar a presidência da República pelo PSDB; a gota d'água teria sido a delação premiada (mais uma) de Sergio Machado, ex-presidente da Transpetro, que o acusou de receber R$ 1.000.000,00 em dinheiro vivo e de comprar 50 deputados para se eleger presidente da Câmara no segundo governo FHC; para Alckmin, Aécio agora deve dar "um passo atrás" e tentar recuperar sua base eleitoral em Minas, concorrendo ao Palácio da Liberdade, em 2018.

Minas 247 O governador Geraldo Alckmin, de São Paulo, decidiu mandar o senador Aécio Neves (PSDB-MG) de volta para Minas Gerais. 
Alckmin avalia que Aécio não reúne mais condições para voltar a disputar a presidência da República pelo PSDB. A gota d'água teria sido a delação premiada de Sergio Machado, ex-presidente da Transpetro, que o acusou de receber R$ 1 milhão em dinheiro vivo e de comprar 50 deputados para se eleger presidente da Câmara no segundo governo FHC.
Para Alckmin, Aécio agora deve dar "um passo atrás" e tentar recuperar sua base eleitoral em Minas, concorrendo ao Palácio da Liberdade, em 2018.
O recado foi dado na coluna do jornalista Ilimar Franco. Leia abaixo:
Bicadas
Citado mais uma vez na Lava-Jato, o presidente do PSDB, senador Aécio Neves começa a ser questionado pelo PSDB de São Paulo. Aliados do governador Geraldo Alckmin andam dizendo que é hora de Aécio se recolher. Dar um passo atrás, recuperando sua base eleitoral em Minas, disputando o governo estadual em 2018.

Um comentário:

Anônimo disse...

Dois canalhas corruptos

Postar um comentário