Google+ DCM elege Aécio 'o pior brasileiro do ano'

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

DCM elege Aécio 'o pior brasileiro do ano'

Comentar a postagem
Marcos Oliveira: <p>Senador Aécio Neves (PSDB-MG) concede entrevista. Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado</p>
"Ele consumiu seu tempo em conspirações contra a democracia em 2015. Tentou, e continua a tentar, cassar 54 milhões de votos, sob os pretextos mais esdrúxulos, cínicos e desonestos. Adicionou um novo e definitivo rótulo a sua imagem de playboy do Leblon, adepto de esforço mínimo e máximas vantagens: o de golpista", escreve o jornalista Paulo Nogueira, ao justificar sua escolha.
247 – O jornalista Paulo Nogueira, editor do Diário do Centro do Mundo, elegeu o senador Aécio Neves (PSDB-MG) 'o pior brasileiro do ano'.
"Ele consumiu seu tempo em conspirações contra a democracia em 2015. Tentou, e continua a tentar, cassar 54 milhões de votos, sob os pretextos mais esdrúxulos, cínicos e desonestos. Adicionou um novo e definitivo rótulo a sua imagem de playboy do Leblon, adepto de esforço mínimo e máximas vantagens: o de golpista", escreveu Nogueira, ao justificar sua escolha.
"Para tanto, andou sempre nas piores companhias da República. Esteve constantemente junto de Eduardo Cunha, que só não levou o título de Pior Brasileiro porque Aécio existe", disse ainda o jornalista. "Aécio protegeu, preservou Cunha. E assim contribuiu decisivamente para que ele chegasse ao fim do ano ainda na presidência da Câmara, o que representa uma tonitruante bofetada moral no rosto da nação. Pode-se dizer que Cunha é filho de Aécio. São sócios no crime de lesa democracia."
Leia a íntegra no DCM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário