Google+ Geraldo Alckmin e Aécio Neves chegam à Paulista sob vaias e gritos de “corruptos” e "ladrão de merenda"

domingo, 13 de março de 2016

Geraldo Alckmin e Aécio Neves chegam à Paulista sob vaias e gritos de “corruptos” e "ladrão de merenda"

Comentar a postagem
Enquanto manifestantes gritavam “ladrão de merenda”, apoiadores usavam buzinas
Geraldo Alckmin e Aécio Neves chegam à Paulista sob vaias e gritos de “corruptos” e
Manifestantes gritavam "ladrão de merenda" e "corruptos" para governador e senador Caroline Apple/R7
O governador Geraldo Alckmin e o senador Aécio Neves, ambos do PSDB, foram vaiados na chegada à avenida Paulista neste domingo (13). Enquanto os manifestantes gritavam “ladrão de merenda” e “corruptos”, apoiadores dos políticos usavam buzinas para abafar os protestos.
Mais cedo, Alckmin recebeu, na ala residencial do Palácio dos Bandeirantes, uma comitiva formada por senadores e deputados da oposição. Em entrevista coletiva concedida na sede do executivo paulista, Alckmin falou que "é preciso virar a página".
— Precisamos virar essa página. Precisamos de uma solução rápida para retomar o crescimento.


Geraldo Alckmin e Aécio Neves chegam à Paulista... por psdbcensuradopeloyoutube>

do Portal R7 via Os Amigos do Lula  De outro ângulo

Manifestantes hostilizaram Aecio Neves e Geraldo Alckmin durante passagem deles pela Avenida Paulista

Publicado por Pedro Venceslau em Domingo, 13 de março de 2016
Para evitar censura mais um vídeo cópia do primeiro

Enquanto manifestantes gritavam “ladrão de merenda”, apoiadores usavam buzinasGeraldo Alckmin e Aécio Neves chegam à...
Publicado por Fora Aécio Neves em Domingo, 13 de março de 2016

2 comentários:

Blog do Welbi disse...

Milhões de pessoas foram às ruas contra o PT, Dilma e Lula. Mas a imprensa precisa criticar os tucanos para parecer imparcial. Se alguns criticaram Geraldo Alckmin e Aécio, muitos outros os apoiaram por participarem do ato como cidadãos. O desgaste que o PT trouxe à classe política acabou afetando todos. Mesmo aqueles que nunca se envolveram em casos de corrupção, como o governador Alckmin.

Anônimo disse...

O que fala do Merendão tucaninho?

Postar um comentário