Google+ Resumo do primeiro debate Band entre os presidenciáveis

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Resumo do primeiro debate Band entre os presidenciáveis

Comentar a postagem
A Band realiza na noite desta terça-feira o primeiro debate entre os candidatos à presidência
Acompanhe ao vivo a retransmissão do Portal Folha  e Band e veja a candidata que já fez muito e fará muito mais  e o candidato do partido que afundou o Brasil que só sabe criticare inventar boatos

Resumo do Debate
Dilma foi a grande vencedora do debate na Band. Marina perdeu. Aécio foi apagado.

Há duas maneiras de analisar um debate eleitoral. Uma é pelas idéias, e cada um que tem afinidade com seu candidato naturalmente gosta do que ele diz. Outra é tentar olhar quem ganhou e quem perdeu votos.

Dilma foi quem se saiu melhor. Saiu maior do que entrou. Foram todos contra ela, e ela se defendeu muito bem e até contra-atacou em algumas respostas ferinas. Até jornalistas do PIG ficaram surpresos com seu bom desempenho. Surpreendeu para melhor. As críticas a ela já são conhecidas pelo eleitor em verso e prosa porque são marteladas todo dia na imprensa demotucana. A firmeza e inteligência nas respostas foi novidade, que faz balançar o eleitor que ainda não tem certeza sobre seu voto. Resumindo: ganhou votos.

Marina Silva (PSB) saiu menor do que entrou. Pela primeira vez foi cobrada a dar explicações. Só deixaram de fora a questão do avião fantasma. Foi cobrada na incoerência sobre "nova política" por Aécio Neves (PSDB), no rabo preso com banqueiros por Levy Fidelix (PRTB), no neoliberalismo econômico por Eduardo Jorge (PV) e Luciana Genro (PSOL). Marina tentou confrontar Dilma e se deu mal, na questão do Mais Médicos, da reforma política, de recursos do pré-sal para educação e saúde.

Perdeu pontos ao chamar a banqueira Neca Setúbal, do banco Itaú, de mera educadora e compará-la a Chico Mendes. Defendeu uma elite arcaica anti-trabalhista. Fugiu de responder sobre a dívida bilionária em impostos do banco Itaú. Seu discurso agradou apenas "marineiros" e banqueiros, se é que agradou. Foi evasiva sobre propostas e compromissos, como costuma ser em suas entrevistas. Decepcionou o eleitor que procurava novidade na política. Perdeu votos.

Aécio não chegou a perder votos (até porque o que ele tem são os votos anti-Dilma, e Marina conseguiu se sair pior do que ele), mas também não ganhou. Se deu mal nos embates com Dilma sobre economia. Dilma pendurou o governo FHC no pescoço dele e disse que o governo tucano quebrou o Brasil três vezes. Além disso, Aécio pareceu estar falando no plenário do Senado e não para o telespectador. Por enquanto, ficou com os votos demotucanos que tinha.

Os nanicos se sobressaíram, por serem franco atiradores e terem o mesmo espaço dos candidatos favoritos, mas por não representarem expectativa de vitória, é improvável que atraiam muitos votos.
Análise de Paulo Nogueira, DCM
1) Dilma apanhou de todos os lados. Bateu em Aécio e poupou Marina, que não a poupou.
De uma maneira geral, se defendeu bem, o que mostra que se preparou para a pancadaria generalizada.
2) Aécio foi Aécio e mais três: os jornalistas da Band, José Paulo de Andrade, Boris Casoy e Fabio Panuzio.
As perguntas deles continham invariavelmente críticas a Dilma e oportunidades para Aécio vender seu peixe. Foram torcedores muito mais que jornalistas.
(Veja aqui a narração do debate da Band por Pragmatismo Político)
3) Aécio escolheu por onde vai tentar brecar Marina: dizendo que ela é uma “aventura”, um “improviso”.
A verdadeira mudança, segundo ele, é ele mesmo.
4) Aécio vê um Armínio Fraga que só ele vê. Nas suas considerações finais, Aécio anunciou Fraga como ministro da Economia com o ar triunfal de um técnico que estaria comunicando a aquisição de Messi.
5) Marina mostrou quanto respeita Neca. Os óculos vermelhos com os quais se apresentou no debate chamaram a atenção de todos.
Neca não parece ter apreciado muito. Da plateia, acenou para que Marina os tirasse, e foi obedecida.
6) Marina, como se diz no futebol, está de salto alto, mascarada, por conta das pesquisas.
Parecia pairar acima do bem e do mal, ou pelo menos acima de Dilma e Aécio, ao renegar a polarização PT X PSDB.
7) O Pastor Everaldo não tem noção das coisas. Numa pergunta sobre o futuro da energia, parecia aquele aluno que ao ver uma questão numa prova percebe que não estudou nada. Respondeu com seu repetido bordão sobre o Estado Mínimo, que lhe valeu o apelido de Pastor Neoliberal entre os internautas.
8) Eduardo Jorge, do PV, foi o Rei da Zoeira, com seu vozeirão, seu traje de cantor sertanejo e suas críticas “a tudo isso que está aí”.
“Aquele tio que fuma maconha e pede dinheiro emprestado pra tua avó”, na definição de um internauta no Twitter.
9) Levy Fidelix frustrou os internautas ao deixar de falar no mítico “aerotrem”.
Comparado ao baixinho da Kaiser e ao Senhor Spacely, parecia, como o Pastor Everaldo, perdido no tempo e no espaço.
10) Luciana Genro pode se tornar um bom quadro da esquerda, se for mais pragmática. Sublinhou a semelhança entre o programa econômico de Aécio e de Marina, falou na necessidade de taxar as grandes fortunas e, em seu melhor momento, notou que o jornalista José Paulo de Andrade não entendeu nada dos protestos de junho passado.

5 comentários:

Anônimo disse...

Dilma neles

Luis disse...

Fora Privatista

Anônimo disse...

Vencedora só no seu ponto de vista.

Anônimo disse...

O que dizer de um texto escrito com base no "achismo"? O discurso aplicado aqui, não tem referência alguma, em dados ou circunstâncias verídicas. Se o objetivo do blog é tentar não delegar votos ao Aécio, deveria ter um protocolo melhor de postagens. O Aécio, realmente vem de origens já comandadas e praticará, se eleito, um governo de "pau mandado", sem nenhuma novidade ao Brasileiro.
A Marina, segundo sua publicação, diz que saiu "menor do que entrou", mais uma vez seu achismo está cru e sem sal. Acompanhe as notícias internacionais também e veja que ela foi destacada pela postura e pelos argumentos dados a cara da estrela que já se apagou e ao Tucano cagão.
E a Dilma? Pessoal está claro, estampado, firmado, enfim tudo que você possa imaginar que esta Presidenta colocou nosso país na MER##@$... prefiro não comentar os erros, as vergonhas, resumo seu governo ao "governo da corrupção escancarada".

cid vasconcelos disse...

Não tenho dúvida que Marina se for eleita, será por toda uma corja midiática e uma classe média burra brasileira, cansada de refletir, ou melhor que nunca sequer se deu ao trabalho de fazê-lo em suas vidas...melhor repetir os chavões que escuta da imprensa, como é o caso acima...

Postar um comentário