Google+ Folha faz fumaça para salvar Aécio. Sarney, nepotismo, cargo fantasma derretem tucano

domingo, 12 de outubro de 2014

Folha faz fumaça para salvar Aécio. Sarney, nepotismo, cargo fantasma derretem tucano

Comentar a postagem
Folha faz fumaça para salvar Aécio. Sarney, nepotismo, cargo fantasma derretem tucano

Entrou em operação uma cortina de fumaça para desviar críticas a Aécio para assuntos suaves, de pouco apelo eleitoral, como "choque de gestão".

O jornalão Folha de São Paulo dá o golpe de puxar a pauta de críticas a Aécio para o "choque de gestão" em Minas.

É para desviar desses assuntos explosivos que, se o povo souber, a candidatura derrete.

O jornalão quer esfriar nas redes sociais estes assuntos:

1) Aécio fala em meritocracia, mas foi nomeado Diretor da Caixa Econômica Federal, aos 25 anos, recém-formado, por indicação política de seu primo que era Ministro da Fazenda, Francisco Dornelles, e o então presidente José Sarney (documentos comprovando aqui).

2) Aécio teve cargo em Brasília aos 17 anos, recebendo salário dos cofres públicos da Câmara dos Deputados, quando morava e estudava no Rio de Janeiro (comprovação aqui).

3) Aécio ganhou concessão de Rádio do então presidente José Sarney, em um toma-lá-dá-cá por apoio ao governo da época.

4) Francisco Dornelles, o primo de Aécio que o nomeou junto com Sarney para diretoria da Caixa, foi presidente do PP, no período em que o partido é acusado pelo ex-diretor Paulo Roberto Costa de o ter "apadrinhado" na Petrobras em troca de propinas em contratos com empreiteiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário